Fórum

1º Fórum Ler e Pensar: Conexões para uma educação transformadora

CLIQUE AQUI E CONFIRA AS FOTOS DO EVENTO.

Participantes, para gerar o seu certificado de participação do Fórum, basta clicar aqui.

Saiu na mídia:

Não pode participar, ou quer rever algum vídeo do evento? Clique aqui e confira a cobertura do G1.

Gazeta do Povo: “Professor de engenharia conta como aprendeu a dar aulas para alunos conectados”

Gazeta do Povo: “Formação de professores é desafio para o uso da mídia e da tecnologia em sala de aula”

 

Programação:

DATA: 30/03 (Sábado)

AUDITÓRIO PRINCIPAL 

8h- Credenciamento

8h45- Abertura

9h15- Palestra Magna com Ismar Soares- “A contribuição da educomunicação para uma educação transformadora”.

Ismar Soares- Professor titular da Universidade de São Paulo e presidente da Associação Brasileira de Pesquisadores e Profissionais da Educomunicação. Soares também fundou o Núcleo de Comunicação e Educação e articulou a criação da Licenciatura em Educomunicação da Escola de Comunicações e Artes da USP. É autor dos livros “do Santo Ofício à Libertação” e “Educomunicação, o conceito, o profissional, a aplicação”. Ismar, que foi o precursor da Educomunicação no Brasil, escreveu 150 artigos sobre o tema. Além disso, o professor recebeu o Prêmio “Intercom de Inovação”, o Prêmio Educare com o título de “Educador do Ano”, e o Prêmio “USP Trajetória pela Inovação”, oferecido pela reitoria da Universidade de São Paulo em 2018.

10h45- Mesa redonda sobre Alfabetização midiática.
Alexandre Sayad- Jornalista e educador. Diretor da consultoria ZeitGeist e membro diretivo da aliança GAPMIL, de educação para a mídia da UNESCO/ Paris. É autor de livros, dentre eles “Idade Mídia – A Comunicação Reinventada na Escola” (Editora Aleph). 

Mariana Ochs- É graduada em Jornalismo, com especialização em Design de Comunicação e MBA em Branding e Inovação. É Google Innovator, Google Educator e Trainer e coordenadora de Tecnologia na escola Eliezer Max. Fundadora do MídiaMakers, projeto de educação midiática com foco na capacitação de professores da educação básica, cujo ação mais recente foi o mediathon Educação para a Informação.

João Alegria- Da formação inicial em História ao Doutorado em Educação, toda a sua trajetória profissional é marcada pela atuação nas intersecções entre mídia, tecnologia e educação. Atuou como autor e diretor junto às maiores emissoras de TV do Brasil, como escritor ficcionista para o segmento infanto juvenil e como especialista no campo da inovação escolar e da aprendizagem. Atualmente é Diretor do Futura, na Fundação Roberto Marinho, e professor do Curso de Design em Mídias Digitais.

Ana Gabriela Simões Borges (mediação)- Pedagoga, doutoranda em educação e gestora do Instituto GRPCOM,  gerenciando projetos na área de educação e comunicação em todo o Paraná.

12h15- Horário do almoço

13h15- Atração cultural

14h- Conversa com a professora Débora Garofalo, finalista top 10 no Global Teacher Prize considerado o Nobel da Educação.

Débora Garofalo: Professora da rede pública de ensino de SP, finalista (top 10) no Global Teacher Prize. Vencedora do Prêmio Professores do Brasil na temática Especial Inovação na Educação e vencedora do Desafio de Aprendizagem Criativa do MIT Lab.

14h30 às 16h- Mesa Redonda sobre a Base Nacional Comum Curricular.

Anna Penido- Diretora do Inspirare (Porvir), instituto familiar cuja missão é inspirar inovações para melhorar a educação brasileira. Jornalista formada pela Universidade Federal da Bahia – UFBA, sempre atuou na área educacional. Possui especialização em Direitos Humanos pela Universidade de Columbia e em Gestão Social para o Desenvolvimento. Em 2011, participou do programa de formação de lideranças para impacto social da Universidade de Harvard. Coordenou o escritório do UNICEF para os Estados de São Paulo e Minas Gerais. Faz parte da rede Ashoka de Empreendedores Sociais.

Verônica Cannatá- Coordenadora e professora de Tecnologia Educacional no Colégio Dante Alighieri. É  Mestra em Educação pela Universidade Metodista de São Paulo. Pós-graduada em Sistema de Informação, licenciada e bacharel em Ciências Sociais. Membro da Associação Brasileira de Pesquisadores e Profissionais em Educomunicação. Participou do Grupo de Experimentações em Ensino Híbrido, parceria entre o Instituto Península e a Fundação Lemann. Organizadora do livro Dante de portas abertas: relatos de práticas exitosas e autora do capítulo sobre a Gestão Escolar no livro Ensino Híbrido: personalização e tecnologia na educação. Professora de pós-graduação do Instituto Singularidades no curso Metodologias ativas para uma educação inovadora.

Camila Fattori- Psicóloga com especialização em Psicopedagogia Clínica e Institucional pela Universidade Metodista de São Paulo. É coordenadora pedagógica da Comunidade Educativa CEDAC, organização que atua na formação de educadores de redes públicas desde 1997. Camila atua nas áreas de gestão, mobilização social pela educação e uso de tecnologias de informação no contexto educacional.

Camile Gonçalves Hesketh Cardoso (mediação)- pedagoga, especialista em Leitura de Múltiplas Linguagens, mestre e doutoranda em Educação pela PUCPR. Professora do curso de Pedagogia da Universidade Positivo. Pesquisadora do grupo de Pesquisa Práxis Educativa – Dimensões e Processos, na área de Formação de Professores. Membro da CURTE- Rede Curitibana para Transformação Educacional.

16h – Palestra com José Motta Filho- “Educação para um Mundo Exponencial”.

A palestra pretende inspirar e “por fogo” nos participantes a fim de plantar boas sementes de Educação Disruptiva, Inovação Evolutiva, Revolução Tecnológica, Estruturas Exponenciais, Educação 4.0, Realidade Virtual, Inteligência Artificial, Cultura Maker, entre outros… É um excelente ponto de partida para impulsionar os professores ao uso das Metodologias Ativas de Ensino e a adequada utilização das EdTechs dentro e fora de sala de aula. É um verdadeiro choque de realidade com o propósito de apresentar uma nova maneira de pensar a educação para o presente e para o futuro. Set a Fire!

José Motta: Engenheiro, gestor educacional, especialista em Principles of Technology, Mestre em Tecnologias Emergentes em Educação e Consultor em Metodologias Ativas de Ensino, Inovação Educacional e Tecnologias Educacionais.

17h30- Palestra Cidadania Digital- SaferNet

Juliana Andrade Cunha: psicóloga, mestre em Cultura e Sociedade pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e membro da Associação Científica Campo Psicanalítico. Na SaferNet Brasil, é Diretora de Projetos Especiais e responsável pelo HelpLine, um serviço nacional de orientação online sobre o uso seguro da Internet, escutando o que adolescentes e jovens pensam sobre privacidade, nudes, cyberbullying e outras questões relacionadas aos Direitos Humanos. Também desenvolve materiais pedagógicos e palestras de conscientização sobre uso cidadão da Internet no Brasil.

18h30- Encerramento

Programação sujeita a mudança.

 

OFICINAS:

Oficina 1: Gamificação e reflexões para uma Cidadania digital

Oficina 2: Leitura crítica e criativa da mídia: usos de recursos midiáticos em sala de aula

Oficina 3: Podcast: Por que fazer? Como Fazer?

Oficina 4: Recursos tecnológicos para robótica educacional – Prós de cada um.

Oficina 5: “Hora da Invenção com o BBC micro:bit”

Oficina 6: Pergunte a uma história como ela quer ser contada: criando narrativas digitais para aprofundar o aprendizado.

Oficina 7:  A Matemática no princípio do Desenho Universal

Oficina 8: É possível identificar e desenvolver o potencial criativo em sala de aula?

Oficina 9: Construa seu carrinho de controle remoto com mCookie e materiais do dia a dia!

Oficina 10: Da escola para o mundo: Como criar um jornal digital

Oficina 11: O bê-a-bá da produção de vídeos: como gravar e editar utilizando o celular

Oficina 12: Celular na sala de aula. Pode?

Experiência 1 e 2: Sábado de Board Games

Conversa 1: Inovação Educacional no Brasil

Conversa 2: Como a educomunicação gera impacto social

 

Realização

Apoio